Apesar de comumente nos referirmos a qualquer lesão dolorosa em boca como “afta”, nem toda ferida em boca é realmente uma afta. As lesões de boca são bastante comuns, e existem variadas formas de se apresentarem, desde uma afta até o câncer de boca. Existem muitas causas e possibilidades. E essas lesões podem se apresentar como nódulos, bolhas, úlceras, placas, manchas, dentre outras.

Geralmente, as lesões de boca causam apenas leve desconforto, porém, podem também afetar significativamente a qualidade de vida das pessoas. As lesões que se manifestam em cavidade oral podem ter associação com o estilo de vida do indivíduo e o ambiente que ele está inserido.

A lesão mais preocupante em boca é, com certeza, o câncer de boca, que quando diagnosticado no início tem maiores possibilidades terapêuticas e menor gravidade.

Uma grande parte de feridas que podem se desenvolver em boca são indolores. Por esse motivo, muitas pessoas demoram a perceber sua presença, ou não se preocupam com elas, por não sentirem dor. Porém, lesões de câncer de boca iniciais também não apresentam sintomatologia dolorosa, o que devemos entender como um sinal de alerta, para que possamos observar nossa boca e nossas mucosas (lábio, língua, bochechas, gengiva, céu da boca) de forma mais detalhada durante a realização da higiene bucal rotineira.

Lesão em boca sempre vai evoluir para câncer?

Não. A maior parte das lesões que se manifestam em boca são benignas e poucas delas (apenas 3, para ser mais exato) tem potencial de transformação maligna (ou seja, se tornar câncer).

Quais são as lesões mais comuns em boca?

Herpes Labial

Fonte: Neville et al., 2009. Lesões de Herpes Labial em lábio superior.
Fonte: Neville et al., 2009. Lesões de herpes labial se expandindo por toda a extensão dos lábios e canto da boca.

As lesões mais comuns em boca podem ser as causadas por vírus, como por exemplo, a herpes labial. Quase todo mundo já teve herpes labial, ou, pelo menos, conhece alguém que já teve. Acredita-se que praticamente todas as pessoas são contaminadas com o vírus, mas nem todas vão manifestar feridas associadas a ele.

Em que local da boca as lesões causadas por Herpes Vírus Humano acontecem?

As lesões de herpes geralmente acometem os lábios, sendo ainda mais comum em lábios superiores, se aproximando à narina, ou ao cantinho da boca. É comum iniciar com uma área de vermelhidão na região e com coceira. Depois disso, começam a aparecer bolhas pequenas, que se rompem e formam crostas (a casquinha da cicatrização).

Lesões de Herpes Labial são transmissíveis?

As lesões ocasionadas pelo vírus não. Porém, o vírus da Herpes funciona como qualquer outro vírus, e podemos sim transmitir ele para outras pessoas que podem ou não manifestar lesões bucais. A transmissão vai acontecer apenas por pacientes que estejam com lesões no momento, significando infecção ativa. Por esse motivo, quando apresentar lesões em lábios que podem ser Herpes, evite compartilhar objetos, como, por exemplo, dividir o mesmo copo ou tomar chimarrão.

Qual o tratamento para Herpes Labial?

O vírus da Herpes tem um ciclo de duração, como qualquer outro vírus, que geralmente dura de 7 a 15 dias. Então, com o passar dos dias e a evolução do ciclo, as lesões vão se desenvolvendo até chegar na cicatrização final. Porém, as lesões de herpes labial podem ser dolorosas, e causar desconforto estético, e também para se alimentar ou falar. Por esse motivo, podemos prescrever pomadas ou medicamentos antivirais, que aceleram o ciclo do vírus, fazendo com que as lesões cicatrizem mais rápido. Também podem ser utilizados medicamentos para dor, caso essa esteja com intensidade moderada dificultando a realização de atividades diárias.

Por que o Herpes Labial acontece?

Caso a pessoa já tenha se contaminado com o vírus da Herpes em algum momento (e esse contato é assintomático, por isso, muitas pessoas não sabem se já foram contaminadas ou não) ela pode manifestar Herpes Labial. O aparecimento dessas lesões geralmente está associado a períodos de mudanças na rotina, como momentos mais difíceis no trabalho ou semana de provas na escola, que acabam gerando maiores preocupações e estresse.

Acho que estou com Herpes Labial, o que fazer?

Por mais que as lesões de Herpes Labial tenham um aspecto clínico característico e de fácil identificação, é importante que você procure um Cirurgião-Dentista. Dessa forma, o profissional vai poder avaliar a evolução da lesão e qual a conduta mais adequada para o seu caso, aliviando o desconforto e proporcionando cicatrização mais rápida.

Lesões associadas a traumas ou fatores irritativos

Outro tipo de lesão comu, em boca são as que chamamos de lesões traumáticas. São feridas que podem ter sido ocasionadas por queimaduras com alimentos muito quentes, hábitos de consumir alimentos muito cítricos, mordiscamentos no lábio, bochecha e língua durante a mastigação e também próteses e restaurações mal adaptadas e dentes fraturados.

Esses fatores podem ocasiosar lesões em toda a nossa boca. E geralmente, quando removemos a causa, a lesão desaparece, ou, não se desenvolve mais.

Fonte: Neville et al., 2009. Úlcera traumática em região posterior de bochecha.
Fonte: Neville et al., 2009. Úlcera traumática em borda lateral de língua associada aos dentes inferiores.
Fonte: Neville et al., 2009. Úlcera traumática em região anterior de língua em um bebe associada a erupção de dente.

A úlcera traumática é um exemplo desse tipo de lesão. Pode acontecer, por exemplo, em borda lateral de língua, associada a um dente inferior fraturado, ou a mordiscamento contínuo da língua durante a fala ou alimentação. Quando esse fator irritativo é removido, ela costuma cicatrizar sozinha.

Fonte: Neville et al., 2009. Mucocele em bochecha.
Fonte: Neville et al., 2009. Mucocele em lábio inferior.

Outra lesão associada a trauma é a que chamamos de mucocele. A mucocele é uma lesão que acomete as glândulas salivares. As glândulas salivares são responsáveis por manterem a hidratação das nossas mucosas. E nossas bochechas e lábio inferior são repletas delas, que são tão pequenas que não enxergamos ao olho nu. O mordiscamento acidental ou contínuo (por hábito) pode traumatizar essas glândulas ocasionando uma bolha de saliva.  As mucoceles são comuns em lábios inferiores e em bochecha, e acometem principalmente crianças, adolescentes e adultos jovens. Apensar dessa bolha de saliva também ser benigna, ela precisa ser removida cirurgicamente, pois não regride sozinha.

Fonte: Neville et al., 2009. Fibroma em bochecha.
Fonte: Neville et al., 2009. Fibroma borda lateral de língua.

Outra lesão também associada a mordiscamento ou fatores irritativos é o fibroma traumático. Ele se apresenta geralmente como um nódulo (bolinha) com a coloração semelhante a dos tecidos da boca, não dói e não causa nenhum tipo de incômodo. Essa lesão também é benigna, mas precisa ser removida cirurgicamente, porque, apesar de retirarmos o fator causador da lesão, ela não regride sozinha.

Quando devo procurar o Cirurgião-Dentista para avaliar lesões bucais?

Sempre que você identificar alguma alteração nos tecidos da sua boca, seja em bochecha, gengiva, língua, lábios ou céu da boca. É importante que não seja realizada automedicação ou tratamentos caseiros, uma vez que podemos ter uma variedade de feridas em boca e cada lesão é manejada de forma diferente. Dessa forma, se identificar alguma alteração, procure a avaliação do profissional de Odontologia de sua confiança.

Preciso me preocupar sempre que identificar lesões em boca?

Nem sempre há motivos para preocupações, mas qualquer alteração em boca é sim motivo para avaliação Odontológica detalhada, para diminuir suas preocupações, sanar as dúvidas e tratar a lesão de forma adequada.