Lesão de boca é sempre câncer? 

Existem diversas lesões que podem se manifestar na nossa boca. Nem todas precisamos nos preocupar e poucas podem realmente virar câncer.

As lesões mais comuns em boca são benignas. Podem ser lesões causadas por vírus, como por exemplo, a herpes, que é bastante comum nos lábios e associada a períodos de estresse. Também podemos ter lesões traumáticas, como queimaduras com alimentos muito quentes, ou mordidas no lábio, bochecha e língua durante a mastigação.

Também podem ser aftas, podem ser lesões ocasionadas por alimentos cítricos, podem ser lesões por hábitos como o mordiscamento dos lábios ou morder e segurar objetos na boca. Existem muitas causas e possibilidades. E essas lesões podem se apresentar de diversas formas, como nódulos, bolhas, úlceras, dentre outras.

Quando devo me preocupar?

Devemos dar uma atenção especial principalmente as lesões que não doem, mesmo ao tocar nelas ou durante a mastigação.

Ao identificar uma ferida em boca, é importante acompanhar sua evolução. Por exemplo, se ela cresceu muito rápido ou se mudou de cor. O alerta deve ser ligado quando a lesão não cicatriza em 15 dias.

Se você percebeu recentemente o aparecimento de uma lesão que não dói, e não cicatrizou no período de 15 dias: é importante procurar uma avaliação odontológica.

Também é importante que durante a higiene bucal diária, o paciente observe as suas mucosas. Para assim identificar alguma alteração. Avaliar o lábio, olhar a língua depois de escovar, perceber se tem algo diferente nas bochechas. Assim, torna-se mais fácil identificar qualquer coisa diferente que aparecer em boca, mesmo que aquilo não doa para nos avisar que está aí.

Não deve ser algo a se preocupar, e sim, tornar-se rotina da nossa higiene e manutenção da saúde bucal, assim como escovamos e cuidamos de nossos dentes. Temos que cuidar da nossa boca como um todo!

Existem lesões que podem virar câncer?

Existem sim lesões que podem virar câncer e nesses casos nós chamamos de lesões pré-malignas. São 3 principais tipos de lesões com potencial de virar câncer de boca. Precisamos ficar atentos a lesões de placa ou mancha brancas ou vermelhas e lesões endurecidas ou como úlceras nos lábios.

Essas lesões, nós chamamos de leucoplasia para as brancas. E eritroplasias para as vermelhas.

No caso das lesões de lábio, recebe o nome de queilite actínica.

Essas são as lesões de placa branca chamadas de Leucoplasia. É um lesão benigna, porém, tem um risco maior de se transformar em câncer e merece um acompanhamento e atenção especial.

Essas são as lesões de placa vermelha que nós damos o nome de eritroplasia. Como a leucoplasia, também é uma lesão benigna que apresenta maior chance de malignizar.

Essas lesões não doem, e normalmente são identificadas pelo dentista durante o exame odontológico ou pelo próprio paciente durante a higiene bucal rotineira.

São lesões que devem ser acompanhadas pelo dentista, por apresentar potencial de malignização.

As lesões que aparecem no lábio e também podem virar câncer normalmente se apresentam como uma úlcera, com as bordas mais elevadas e endurecidas, podendo sangrar ao toque, mesmo sendo indolor.

Essas são as lesões em lábio inferior que recebem o nome de Queilite Actínica. São benignas, porém, podem se transformar em câncer. Indolores. E sua principal causa é a exposição solar sem proteção.

Como o câncer de boca aparece?

O câncer de boca pode se parecer como as lesões acima, com manifestações parecidas com a leucoplasia e eritroplasia, ou queilite actínica no caso dos lábios. Mas também podem se apresentar como úlceras, com aspecto semelhante à aftas.

Mas não se esqueça, câncer de boca em estágio inicial – estágio onde a lesão é parecida com aftas – não dói. E lesões de aftas cicatrizam em até 15 dias e são normalmente dolorosas.

Os locais mais comuns onde o câncer de boca se manifesta é na língua (principalmente nas suas bordas laterais) e também no lábio inferior.

Câncer de boca em lábio inferior

Duas fotos de câncer de boca localizado em borda lateral de língua com manifestações clinicas diferentes.  

Quais os sintomas do câncer de boca?

O câncer de boca em estágios inicias normalmente não dói. A lesão é identificada pelo paciente ou pelo dentista durante a avaliação.

Em estágios mais avançados pode causar dor, dificuldade de fala, mastigação, e movimentação da língua ou abertura e fechamento da boca. Também podem aparecer caroços no pescoço, dificultando a movimentação do pescoço de um lado para o outro.

Quais os fatores de risco para o câncer de boca?

O câncer de boca pode aparecer dentro da boca, ou no lábio, que chamamos de câncer de lábio.

O câncer de lábio é comum em pessoas de pele clara, que se expõem ao sol com frequência sem proteção e/ou por longos períodos, como os pedreiros, pintores e agricultores.

Já o câncer dentro da boca é mais comum em pessoas que fumam e fazem o uso de bebida alcoólicas com frequência.

Quem devo procurar quando apresentar uma lesão na boca?

Existe uma especialidade odontológica que é responsável pelo diagnóstico e manejo de lesões de boca, que se chama Estomatologia. Caso você identifique algo de diferente em sua boca ou lábios, você deve procurar um Estomatologista ou um profissional capacitado em estomatologia.